Dentição do bebê: veja algumas dicas para cuidar da saúde bucal

Tenda, Postado em 20 de janeiro de 2021 | 3 min de leitura
Crédito da imagem: Lorem ipsum dolor sit amet

Choro, febre e irritação são alguns dos sintomas que podem ocorrer durante o nascimento da dentição do bebê. Mas não se preocupe já que essa é uma prova de que a criança está saudável e começando uma nova fase da vida.

Os dentinhos do bebê começam a nascer assim que ele para de mamar por completo — em torno dos seis meses —, sendo um momento importante para o seu desenvolvimento, que ocorre por diversas razões, como diferenças individuais, familiares, ambientais e até emocionais.

Algumas crianças têm reações locais ou generalizadas durante o processo de crescimento, podendo levar ao atraso na dentição do bebê. A boa notícia é que esses comportamentos são passageiros e não causam prejuízos a longo prazo para a saúde do bebê. Conheça mais sobre esse assunto no texto abaixo do Blog Tenda:

A primeira dentição é um processo natural

A primeira dentição do bebê costuma nascer entre seis e nove meses de vida, mas, em algumas crianças, pode demorar até um ano. Vale passar pela avaliação de algum pediatra ou dentista para uma análise mais profunda sobre peso, idade e intensidade da dor durante o crescimento dos dentes. 

A primeira dentição fica completa ao atingir 20 dentes, sendo 10 em cima e 10 embaixo, até os 5 anos da criança. Após essa etapa, os dentinhos de leite podem começar a cair e serem substituídos pelos definitivos. 

Após essa faixa etária, os dentes molares, aqueles que ficam no fundo da boca, podem começar a aparecer. Você pode comprar um anel de dentição para o seu filho, que costuma ser apropriado para ajudar no alívio dos incômodos causados pelo aparecimento dos dentes.

Dentição do bebê: ordem de nascimento

A dentição do bebê por ordem de nascimento costuma acontecer dos seis aos 30 meses de vida da criança. Ela ocorre da seguinte forma:

  • 6 a 12 meses – incisivos inferiores;
  • 7 a 10 meses – incisivos superiores;
  • 9 a 12 meses – laterais superiores e inferiores;
  • 12 a 18 meses – caninos superiores e inferiores;
  • 18 a 24 meses – caninos superiores e inferiores,
  • 24 a 30 meses – segundos molares inferiores e superiores.

Enquanto os dentes incisivos são os responsáveis pelo corte dos alimentos, os caninos furam e rasgam as comidas, e os molares conseguem amassar as refeições. Vale lembrar que a sequência do nascimento da dentição de bebê acontece conforme as mudanças de formas e texturas daquilo que a criança consome.

Sintomas da primeira dentição em bebês

Os sintomas da primeira dentição em bebês costumam ser dor ou inchaço nas gengivas, causando dificuldades para comer, fazendo a criança babar mais e colocar dedos ou objetos na boca. Além disso, se o bebê está chorando muito e apresenta irritação com facilidade, pode ser sinal de que algo está errado.

Em alguns casos, o surgimento dos primeiros dentes do bebê pode ser acompanhado de diarreia, infecção respiratória e febre. Porém, esses sintomas não têm a ver com o nascimento da dentição do bebê, mas com a nova alimentação da criança, que ainda não está acostumada à nova dieta.

bebê tomando água

Existe algum remédio para a primeira dentição do bebê?

Caso a sua dúvida seja se existe remédio para primeira dentição do bebê, saiba que há medicamentos naturais que ajudam pais e crianças a superarem essa fase. Conhecido como Camomilina C, esse composto sem corantes ajuda a aliviar dores, coceiras e desconfortos sentidos por conta do crescimento dos dentinhos.

Por meio da fórmula composta por alcaçuz e camomila, essas propriedades terapêuticas atuam como anti-inflamatórias, antioxidantes, analgésicas e antissépticas. Porém, o uso dessa alternativa é recomendado somente para bebês a partir dos quatro meses de idade, desde que receitado por pediatras.

Há outras opções para aliviar o desconforto causado pela primeira dentição do bebê, envolvendo a diminuição da inflamação e do inchaço, desde gelo direto na região até alimentos frios, como maçã ou cenoura, por exemplo. Fique atento, já que é bom que os cortes sejam maiores, assim você irá estimular a mastigação e ainda evitar o engasgo.

Cuidados com a dentição do bebê

Durante a primeira etapa de dentição do bebê, a atenção com a amamentação precisa ser maior, porque a criança costuma babar bastante nesse período. Para que o seu filho não engasgue com a grande quantidade de leite materno, é recomendado que a alimentação dele seja feita na posição sentada.

Além disso, verifique como estão os dedinhos do bebê, já que, quando levados à boca para aliviar a coceira na gengiva, podem acabar sendo machucados. Em alguns casos, a pele do rosto, principalmente, o queixo, fica ressecada e precisa ser hidratada.

Cuide do seu bebê com os produtos do Tenda

Agora que você já entende mais sobre a dentição do bebê, que tal adquirir alguns produtos para continuar mantendo o bem-estar do seu pequeno em dia? No Tenda, você conta com o menor preço para adquirir os melhores produtos para toda a sua família.

Confira nossas ofertas e aproveite para garantir suas compras. Aproveite também para conferir outras dicas em nosso blog, como o artigo sobre o número de fraldas que o seu bebê usa. Acesse e confira.

Compartilhe nas suas redes

Produtos relacionados

Fraldas Pampers Supersec Jumbo G 80 Unidades

R$ 66.09 confira

Fraldas Pampers Supersec Jumbo M 90 Unidades

R$ 66.09 confira

Fraldas Tripla Proteção Hiper M Huggies 92 Unidades

R$ 62.09 confira

Fralda Supreme Care Hiper XXG Huggies 52 Unidades

R$ 77.79 confira

Fralda Descartável Upa Bebê Basic Tamanho M 20un

R$ 10.3 confira

Fralda Pampers Supersec Mega M 46 unidades

R$ 39.09 confira

Fralda Roupinha Supreme Care Hiper XG 48un Huggies

R$ 77.85 confira

Fralda Roupinha Supreme Care Hiper G 60un Huggies

R$ 77.85 confira
Tenda Atacado - CNPJ 01.157.555/0011-86
Endeço: Rua Professor João Cavalheiro Salém. nº 365
CEP 07243-580 / Guarulhos - SP