Quais são os sintomas de retenção de líquido e o que fazer?

Tenda, Postado em 31 de janeiro de 2022 | 3 min de leitura

Mãos inchadas em um dia muito quente, ou pernas e pés inchados após uma longa jornada de trabalho? Esses podem ser sintomas de retenção de líquido. A retenção hídrica é comum, especialmente nas mulheres, e pode ser facilmente identificada. 

Causada por consumo excessivo de sal e alimentos embutidos, sedentarismo, problemas cardíacos, renais, hepáticos ou alterações hormonais, a retenção de líquido pode gerar um leve incômodo ou impasses sérios. Por isso, é preciso estar atento e procurar um médico se for necessário.

O que é retenção de líquido?

Para conhecer mais sobre os sintomas, é preciso entender o que é a retenção de líquido. Essa disfunção é caracterizada pelo acúmulo descomedido de líquidos nos tecidos do organismo, nos espaços entre as células.

Isso ocorre quando os nossos vasos sanguíneos liberam mais líquidos do que deveriam. As substâncias então se concentram no tecido subcutâneo, o que gera um inchaço, ou edema, como é dito no meio médico.

Portanto, quais são os sintomas da retenção de líquido? O inchaço pode se localizar em uma parte específica, como em tornozelos, pés ou abdômen. Mas também pode acabar se espalhando para o corpo todo, de forma mais grave e desconfortável.

Nem todo inchaço no corpo é resultado da retenção de líquido. Para identificá-la, observe se as roupas que antes estavam ajustadas estão marcando a sua pele, como cano das meias ou cós das calças. Você também pode pressionar levemente o edema com o dedo; caso a região fique marcada, provavelmente você está retendo líquido.

Outro sintoma é a redução da urina, pois o corpo tenta diminuir qualquer perda de água. Eliminamos uma grande parte dela na urina, então isso significa que você vai sentir menos a necessidade de fazer xixi.

Causas da retenção de líquido  

As principais causas da retenção de líquido incluem fatores simples, desde os de natureza nutricional até outros mais complexos. Por exemplo, uma alimentação que inclua muito sal, embutidos e industrializados contém uma quantidade excedente de sódio, que, por sua vez, retém água.

Outro fator relacionado à alimentação é uma dieta pobre em água, pois ela é essencial para o funcionamento das células e dos rins, que eliminam toxinas e o sódio de que não precisamos. Além disso, quando não ingerimos água suficientemente, o corpo tende a reter líquido para evitar a desidratação.

O sedentarismo também pode ser uma das causas, pois a falta de atividade física desestimula a circulação sanguínea. Quando permanecemos muito tempo parados, o sangue circula do coração para as extremidades, como braços e pernas, mas encontra dificuldade para fazer o caminho de volta.

Quem trabalha muito tempo em uma mesma posição, sentado ou em pé, sabe o quanto é comum estar com os pés ou as pernas inchados no fim do expediente. E, se você passa muito tempo deitado, corre o risco de o inchaço aparecer nas costas.

Outras causas

Outra possível causa são alterações hormonais, e é nesse ponto que as mulheres são mais afetadas. Durante períodos específicos, como pré-menstrual, gravidez ou menopausa, o corpo feminino sofre diversas modificações no sistema hormonal e  pode aparecer inchaço no abdômen e nas mamas. 

Contudo, elas não são as únicas afetadas pelas mudanças de hormônios. Pessoas com distúrbios na tireoide, como o hipotireoidismo, também estão sujeitas à retenção de líquido, pois a tireoide controla hormônios que contribuem para a regularização dos líquidos no corpo.

Mulher massageando a barriga de outra pessoa que está deitada.

Outras possíveis causas para sintomas de retenção de líquido envolvem problemas cardiovasculares, como hipertensão, insuficiência cardíaca e insuficiência venosa. A dificuldade do coração de bombear o sangue ou a incapacidade das veias de funcionarem adequadamente pode causar inchaços.

Similarmente, a insuficiência renal (mau funcionamento dos rins) e a insuficiência hepática (mau funcionamento do fígado) são agentes da retenção de líquido, pois esses dois órgãos são extremamente importantes para a manutenção dos fluidos.

Além disso, certos medicamentos podem ser os causadores de retenção de líquido. Remédios para pressão alta, enalapril e anlodipina, por exemplo, podem provocar sintomas de retenção de líquido.

O que fazer? 

Vamos falar do que você pode fazer e como tratar retenção de líquido. Profissionais da área da saúde recomendam reduzir o uso do sal, que pode ser substituído ou complementado por ervas e outros temperos. E, se possível, reduzir  o consumo de embutidos. 

Hidrate-se!

Beba muita água, a medida indicada por especialistas é de 1,5 L a 3 L por dia. Essa quantidade pode aumentar no caso de dias muito quentes ou quando se pratica bastante atividade física. Opte por consumir frutas com grande quantidade de líquido, como melancia, melão e abacaxi.

Você pode investir também em bebidas diuréticas, como chá-verde, hibisco, cavalinha, canela com gengibre e salsinha, de preferência sem açúcar. No mercado você encontra chás específicos para esse fim, mas não abuse e, se puder, consulte um nutricionista.

Praticar atividades físicas

Inclua atividades físicas na sua rotina de forma regular, ao menos 30 minutos diários 3 vezes por semana. Se você trabalha o dia inteiro sentado, experimente levantar mais ou menos a cada duas horas, esticar as pernas e os braços, abrir e fechar as mãos algumas vezes, movimentar os pés para frente e para trás. 

Caso haja espaço, tente se alongar por cerca de 5 minutos de tempos em tempos. Se você trabalha de pé, procure fazer pausas com a maior frequência possível para flexionar as pernas e mexer os pés em movimentos circulares.

Se os sintomas de retenção de líquido já estão presentes, os movimentos ajudarão na circulação sanguínea. Você também pode, ao chegar em casa, deixar os membros elevados por algum tempo.

Quando é hora de procurar um médico?

Quando as circunstâncias envolvem alterações hormonais, problemas cardiovasculares, renais ou hepáticos, procure acompanhamento médico. Ginecologista, endocrinologista, cardiologista e nefrologista saberão que exames pedir e qual é o melhor tratamento a ser realizado. 

Se a retenção de líquido faz parte dos efeitos colaterais de algum medicamento, procure o médico que o receitou para acertar a dosagem ou até mesmo trocar para outro remédio. 

Fique de olho!

Esteja atento a outros sintomas, como manchas ou dores, porque nem sempre o que causa inchaço no corpo é só retenção de líquido. Observe também se apenas um membro está inchado, como uma das pernas, pois esse pode ser um sinal de trombose.

Se o edema surgir logo após uma longa viagem ou a ingestão de algum remédio, procure atendimento médico imediatamente. Fique de olho nos sintomas de retenção de líquido, se previna e faça um acompanhamento médico regularmente. 

Invista em uma dieta equilibrada com os produtos do Tenda!

No Tenda Atacado você encontra tudo de que precisa para manter uma alimentação saudável, equilibrada e nutritiva a fim de evitar os sintomas de retenção de líquido. Venha conferir! 

 

Compartilhe nas suas redes

Tenda Atacado - CNPJ 01.157.555/0011-86
Endeço: Rua Professor João Cavalheiro Salém. nº 365
CEP 07243-580 / Guarulhos - SP