Quando o bebê reconhece a mãe: entenda cada fase desse processo

Tenda, Postado em 19 de junho de 2024 | 3 min de leitura
Mãe segurando o bebê no colo com o rosto próximo ao dele.

Você sabe quando o bebê reconhece a mãe? Esse é um momento esperado por muitas mulheres, mas existem muitas dúvidas se há uma ocasião exata e de como ela acontece. Continue neste artigo e fique por dentro de todo o processo.

Qual é o momento em que o bebê reconhece a mãe?

Em primeiro lugar, é importante destacar que o reconhecimento da mãe e do pai acontece em etapas. É no desenvolvimento do bebê mês a mês que ele começa a identificar alguns sinais e, com isso, apresentar respostas aos genitores.

Reconhecimento da voz (1ª etapa)

O desenvolvimento do sistema auditivo do bebê ocorre durante a gestação. Estima-se que a cóclea — estrutura localizada no ouvido interno e responsável pela audição — esteja formada a partir da 20ª semana (quinto mês) da criança no útero da mãe.

Então, a partir desse período, o bebê, ainda um feto, passa a escutar os estímulos nos órgãos internos da genitora, como movimentos, sons da digestão, movimentações do esqueleto e ruídos do estômago e intestino. E a voz?

Segundo alguns cientistas, o feto consegue ouvir algumas características da voz da mãe. Entre elas, a entonação, o ritmo e o tom. No entanto, ele ainda não pode identificar a pronúncia das palavras.

Afinal, ele está mergulhado no líquido amniótico, que o envolve na bolsa amniótica (desenvolvida para proteger o feto no útero da mãe). Desse modo, é possível que os ruídos cheguem abafados ao ouvido.

2ª etapa

É importante que a mãe e o pai estimulem o bebê, ainda no útero, para que ele reaja aos sons externos. Assim que a criança nascer, os genitores podem conversar calmamente com ela para que se acostume ao som de suas vozes.

Mas exatamente com quantos meses o bebê reconhece a voz da mãe? Acredita-se que, a partir do terceiro mês de vida, a criança comece a identificar o tom das palavras da genitora e do genitor.

Nessa fase, o sistema auditivo estará mais desenvolvido, sendo capaz de diferenciar tonalidades e ritmos das vozes. Identificando os sons dos pais, o bebê pode apresentar algumas respostas, como movimentos de cabeça ou pescoço.

Contudo, é importante que pais e mães levem o recém-nascido para realizar o teste da orelhinha dias depois do nascimento ou até ele completar um mês de vida. Esse exame tem a função de detectar se o bebê escuta normalmente ou se tem algum problema que pode afetar sua audição.

Mãe e bebê com os rostos juntos em momento de carinho.

Desenvolvimento da visão

Saiba agora sobre o desenvolvimento da visão do bebê. Embora as estruturas sejam formadas no decorrer da gravidez, assim que a criança nasce, ela ainda não consegue identificar objetos e pessoas.

Com o tempo, a visibilidade vai sendo refinada. Com isso, o recém-nascido começa a observar a fisionomia das pessoas e formar um entendimento das características de cada uma delas. Mas quando o bebê reconhece a mãe?

Reconhecimento da mãe

Com quantos meses o bebê reconhece a mãe? Estima-se que, do segundo mês em diante, ele passe a ter um entendimento acerca da fisionomia da mãe. Somado a isso, a voz e os toques ajudam a criar uma ligação sentimental entre a genitora e o filho.

Apesar de não haver uma data exata, acredita-se que essa identificação aconteça entre os cinco e oito meses de vida. É quando o bebê reconhece a mãe e o pai, pois nessa fase ele já consegue enxergar com mais nitidez.

Sinais de que o bebê reconheceu a mãe

Agora você já sabe quando o bebê reconhece a mãe. Ou, pelo menos, o período em que essa identificação pode ocorrer. Mas e os sinais? O contato visual, seguido de sorrisos, é uma demonstração desse reconhecimento.

Esse gesto demonstra que a criança entende que a genitora é uma pessoa confiável e importante em sua vida. Choros e incômodos ao se separar da mãe também é um indicativo, uma vez que ela pode se sentir insegura, necessitando do conforto oferecido pelo colo de sua protetora.

É verdade que bebê reconhece a mãe pelo cheiro?

Sim, o bebê reconhece a mãe pelo cheiro. Ele tem o olfato bem apurado, visto que esse sentido é desenvolvido ainda no útero. No momento em que está na barriga da genitora, a criança fortalece a capacidade de respirar e de sentir aromas.

Com isso, ela estabelece um vínculo com a mãe desde a gestação. Além disso, no momento em que nasce e passa a ser amamentada, a criança identifica a familiaridade do cheiro do leite com a genitora, o que ajuda nesse reconhecimento.

Importância do vínculo emocional entre mãe e filho

O início da vida de uma criança é essencial para estabelecer uma conexão afetiva com sua genitora. Estudiosos de diferentes áreas do conhecimento, como psicologia e medicina, entendem que o envolvimento da mãe contribui para o desenvolvimento do bebê, impactando positivamente seu crescimento e toda a sua vida.

O vínculo afetivo oferece conforto e ajuda no desenvolvimento psíquico da criança, fazendo com que ela se sinta segura. Essa ligação pode ser criada a partir de conversas com o bebê ainda no útero. Quando ele nasce, a conexão deve ser fortalecida com amamentação, colo e carinho.

Continue acompanhando dicas para bebês no Tenda

Agora que você sabe quando o bebê reconhece a mãe, o que acha de conferir mais dicas sobre os cuidados com recém-nascidos e desenvolvimento infantil? No blog do Tenda Atacados, você encontra artigos completos sobre esses e outros assuntos.

Compartilhe nas suas redes

Produtos relacionados

Toalha Umedecida Baby For you Sensitive 100 Unidades

R$ 7.5 confira

Fraldas Pampers Supersec Jumbo G 80 Unidades

R$ 94.25 confira

Fraldas Pampers Supersec Jumbo XG 68 Unidades

R$ 94.25 confira

Fralda Descartável Baby Protect & Sec XG Personal 60 Unidades

R$ 47.97 confira

Fraldas Pampers Supersec Jumbo M 90 Unidades

R$ 94.25 confira

Toalha Umedecida Premium Select 100 Unidades

R$ 12 confira

Fralda Descartável Baby Protect & Sec G Personal 70 Unidades

R$ 47.97 confira

Fralda Infantil Premium Hiper G Select 60 Unidades

R$ 59.89 confira
Tenda Atacado - CNPJ 01.157.555/0011-86
Endeço: Rua Professor João Cavalheiro Salém. nº 365
CEP 07243-580 / Guarulhos - SP