Verdades e mistérios sobre o desejo de grávida

Tenda, Postado em 7 de março de 2022 | 3 min de leitura

Quem nunca ouviu histórias de combinações culinárias improváveis por conta de um desejo de grávida? Pois é. Esse é um tema que sempre paira na nossa cabeça, afinal todo mundo conhece pelo menos uma mulher que passou por isso.

E não dá para esquecer das superstições sobre um desejo de grávida não realizado gerar alterações físicas na criança que está para nascer. Para ajudar a desvendar um pouco desses mistérios, vamos falar sobre as possíveis causas e o que fazer. Acompanhe!

O que é desejo de grávida?

O desejo na gravidez é muito comum e se trata de uma vontade muito forte, quase uma compulsão por algum alimento específico. Esse desejo pode se manifestar em momentos e locais considerados inapropriados, como querer comer uma torta de morango no meio da madrugada.

Muitas gestantes relatam vontade de ingerir alimentos dos quais antes não gostavam, um desejo exacerbado de algo que faz parte do seu cardápio cotidiano ou, até mesmo, de combinações exóticas e improváveis. 

Verdade ou mito?

O corpo humano é muito complexo, e ainda não sabemos tudo sobre ele, o que inclui os processos pelos quais ele passa, como a gravidez. O desejo de grávida acaba caindo na discussão de verdade ou mito por essa falta de respostas concretas sobre tudo o que acontece na gestação. 

Apesar disso, existem diversos estudos que comprovam que cerca de dois terços das gestantes são influenciadas por desejos alimentares durante a gravidez, bem como pela aversão a alguns alimentos.

Sabemos que nenhum desejo não realizado pode influenciar nas características físicas do bebê e que há outras superstições como essa. Mas isso não tira a legitimidade dos desejos das grávidas.

A ciência vem mostrando que eles são reais, porém as causas não são muito claras. São teorias que podem se enquadrar melhor em uns casos do que em outros. Como funciona o desejo de grávida? Não sabemos ao certo, mas vamos apresentar a seguir as causas mais prováveis.

Prováveis causas

Se você acha que desejo de grávida é psicológico, você não está errado, afinal essa é uma das possíveis razões. Pense bem, a gestação é um período em que o corpo da mulher sofre com muitas alterações, o que é totalmente esperado considerando que há outro ser humano se formando dentro dela.

Essas alterações são geradas pela mudança de hormônios, que afetam o físico mas também o psicológico. Consequentemente, o humor dessa mulher será afetado durante todo o período da gestação e do puerpério.

Alguns hormônios podem fazer com que a mulher sinta mais necessidade de atenção e companhia, e isso pode se manifestar nos desejos — que, ao serem atendidos, a fazem se sentir acolhida no meio em que está.

Mulher grávida sentada próximo a mesa enquanto come comida mexicana.

Mas isso não é tudo. Evidências mostram que o desejo de grávida pode ser um indício de uma carência nutricional. Por exemplo, se vier uma vontade de comer algo bem salgado, como azeitonas, é possível que o corpo esteja tentando dizer que é preciso ingerir mais sódio.

Além disso, entre as alterações que o corpo sofre, ainda existem mudanças no paladar, que perde um pouco a sensibilidade, e no olfato, que por sua vez fica aguçado. Diante desses fatores, alguns alimentos podem atrair ou repelir as gestantes, gerando desejos e aversões. 

Quando surgem

O desejo de grávida pode aparecer desde o início da gestação. Tanto é que, quando uma mulher diz que está com muita vontade de comer algo, logo aparece alguém sugerindo que talvez ela esteja grávida.

Contudo, no primeiro trimestre isso pode passar despercebido, pois nesse período as gestantes normalmente sentem muita náusea e enjoos. A aversão a alguns alimentos também pode ocorrer durante toda a gravidez, mas geralmente está relacionada a menos itens.

Já no segundo trimestre, os desejos aparecem com mais força e podem mudar de mês a mês. Segundo relatos, a preferência nesse período é pelos doces, tanto frutas como sobremesas. 

O desejo de grávida vai até quantos meses? Podem estar presentes até o fim, mas no terceiro trimestre eles tendem a diminuir. Só que nessa fase a inclinação é para os salgados. Desde pratos elaborados e fast food a alimentos em conserva, como um pote de azeitonas ou picles.

Vale lembrar que essas não são regras e os efeitos da gestação se manifestam de formas diferentes em cada mulher. Portanto, os desejos variam, inclusive em uma mesma mulher em gestações diferentes.

Dieta balanceada

Não faz mal atender ao desejo de grávida, desde que ela não tenha nenhuma restrição alimentar e que isso não influencie negativamente a sua dieta. Muitos desejos são por alimentos saudáveis, como frutas e legumes, mas outros são por alimentos muito açucarados ou gordurosos.

O importante é tentar manter uma dieta balanceada e que a gestante seja acompanhada por um nutricionista e um obstetra. Não dá para comer só sorvete, ainda que seja só isso que você queira. Por esse motivo, é bom variar e tentar dar prioridade àquilo que é considerado mais saudável.

Assim, você garante que o seu bebê receba todos os nutrientes de que precisa. E se surgir alguma dúvida sobre o que é bom ou não para gestante e bebê, entre em contato com um médico.

Em hipótese alguma a gestante deve ceder a desejos de se alimentar do que não é comestível. Pode parecer óbvio ressaltar esse alerta, mas algumas grávidas sentem vontade de comer tijolo, por exemplo. Isso pode ser um sinal de uma síndrome chamada picamalácia. Nesse caso, é bom procurar auxílio médico imediatamente.

Para ter uma alimentação saudável e saborosa durante a gestação, compre no Tenda

Não importa qual seja o seu desejo de grávida, o Tenda Atacado tem o que você precisa. Seja aquela fruta fresquinha, uma noz suculenta ou os ingredientes para uma receita especial, você encontra no Tenda.

Compartilhe nas suas redes

Tenda Atacado - CNPJ 01.157.555/0011-86
Endeço: Rua Professor João Cavalheiro Salém. nº 365
CEP 07243-580 / Guarulhos - SP