Fluxo de caixa: o que é e como ele pode ajudar sua empresa

Tenda, Postado em 5 de maio de 2021 | 3 min de leitura
Crédito da imagem: Lorem ipsum dolor sit amet

A organização financeira é fundamental nas operações do dia a dia de uma empresa. Mas para que esse processo seja feito com eficiência, é muito importante que o empresário conte com o fluxo de caixa — um sistema básico de controle e planejamento financeiro.

O propósito dessa ferramenta é planejar o saldo disponível para que sempre haja capital de giro no custeio do funcionamento da empresa e nos investimentos em melhorias. Quer saber mais detalhes sobre o que é fluxo de caixa? Acompanhe o artigo que nós, do Dicas Tenda, preparamos para você!

Definição do fluxo de caixa no âmbito empresarial

No cotidiano empresarial, o fluxo de caixa é a entrada e saída de dinheiro do caixa, ou seja, o que recebe e o que paga. Para garantir o controle dessa ferramenta, é preciso contar com registros detalhados e sem erros dos ganhos e dos gastos. Esse controle pode ser feito de forma diária, semanal ou mensal.

Para deixar o processo efetivo, todas as despesas e receitas, mesmo que sejam pequenas, precisam ser registradas. Em microempresas, é comum fazer essa tarefa com uma planilha de fluxo de caixa, mas o recomendado é investir em uma opção mais completa, como o sistema de gestão on-line.

A partir do acompanhamento do fluxo de caixa diário, semanal e mensal, é possível obter uma base de dados completa. Com ela, o empreendedor tem informações suficientes para tomar decisões mais complexas, como investir em novas oportunidades ou, por ora, pisar o pé no freio.

Isso acontece porque, ao avaliar o fluxo de caixa, o dono da empresa adquire uma visão precisa sobre o momento financeiro de seu empreendimento. Inclusive, é por meio desse sistema que ele consegue observar que aquela semana que parecia boa, na verdade trouxe uma receita próxima às despesas.

Fluxo de caixa projetado

Até este momento, destacamos os benefícios de registrar receitas e despesas. Mas o jeito como essas informações são aproveitadas é igualmente importante, sendo esse o sistema de fluxo projetado.

Como o próprio nome diz, essa versão trata-se de uma projeção. Ou seja, a partir dos resultados dos lançamentos realizados, o gestor pode não só conhecer as entradas e saídas como planejar ações. Conheça as funções desse modelo de fluxo de caixa:

  • Organização: mensurar pagamentos e recebimentos;
  • Correção: programar ajustes para evitar perdas e sair do vermelho;
  • Afirmação: planejar investimentos para o crescimento e expansão do negócio.

Como podemos notar, essa ferramenta é uma técnica para analisar a situação presente por meio de uma visão de futuro. Se há atrasos entre os prazos de pagamentos dos fornecedores e recebimento dos clientes, se a empresa está gastando demais, entre outras situações, o fluxo irá revelar.

Os gráficos são um dos melhores instrumentos para analisar os dados do fluxo durante momentos sazonais. Com eles, o gestor ou dono da empresa consegue visualizar o desempenho da companhia, comparando despesas e receitas, além de identificar tendências.

Fluxo de caixa livre

O fluxo livre ou final mede a capacidade de receita em curto, médio e longo prazo, mostrando o saldo existente em comparação ao fluxo de caixa operacional. De maneira simplificada, isso acontece após o desconto de pagamentos pendentes ou do recebimento de empréstimos.

Na prática, o empreendedor conta com dois relatórios: um que projeta os resultados em um período de 60 a 90 dias, e outro com prazo de dois a cinco anos. Ao visualizar os resultados com um gráfico em linhas, fica fácil acompanhar o comportamento do negócio e se o desempenho está atendendo o esperado.

o que e fluxo de caixa

Se o resultado da análise for positivo e indicar superávit no período, a estratégia empresarial consegue organizar ações para aplicar o capital ocioso. Agora, quando o diagnóstico é oposto, o mais indicado é buscar soluções de como tirar o negócio do vermelho.

Dessa forma, podemos concluir que o fluxo livre está ligado ao que o futuro reserva para o empreendimento. Entre alguns exemplos estão: pagar contas, pedir empréstimo, abrir uma nova unidade, ampliar o estoque e, no pior dos cenários, fechar as portas.

Implementação do fluxo de caixa

Como falamos anteriormente, essa ferramenta é muito importante para manter a saúde financeira de qualquer tipo de empresa. Mas é válido destacar que isso só irá acontecer se você tomar os cuidados necessários. Um deles é dobrar a atenção no controle de entradas e saídas.

Outra dica é fazer uma atualização periódica do fluxo de caixa mensal, semanal ou diário para que os resultados tenham mais precisão. Quando os dados estão desatualizados ou possuem informações erradas, podem levar o empresário a interpretações erradas. Portanto, fique atento!

Vale destacar que, sozinho, o fluxo de caixa não proporciona resultados conclusivos. Ele é apenas uma ferramenta que ajuda gestores e empreendedores a definirem o planejamento de dados de maneira cuidadosa.

Acompanhe as novidades do Dicas Tenda!

Gostou deste conteúdo e quer continuar aprimorando seus conhecimentos? Aqui, no Dicas Tenda, temos artigos sobre os mais variados assuntos, entre eles: limpeza, empreendedorismo, bem-estar, sustentabilidade e muito mais. Acompanhe nossas redes sociais para não perder nenhuma novidade!

Compartilhe nas suas redes

Produtos relacionados

Esponja Multiuso Scotch-Brite 4un.

R$ 4.99 confira

Desinfetante Lavanda Bak Ypê 5L

R$ 16.49 confira

Purificador Bom Ar Aero Lavanda 360ml Gts 90ml

R$ 12.4 confira

Detergente Líquido Limpol Neutro 500ml

R$ 1.85 confira

Desinfetante Bruto Original Lysoform 1L

R$ 12.8 confira

Amaciante Lírios do Campo Downy 3L

R$ 45.59 confira

Desinfetante Bruto Original Lysoform 5L

R$ 33 confira

Amaciante Ypê Aconchego 5L

R$ 15.3 confira
Tenda Atacado - CNPJ 01.157.555/0011-86
Endeço: Rua Professor João Cavalheiro Salém. nº 365
CEP 07243-580 / Guarulhos - SP